A um passo de realizar um sonho

0
173
etapa-gincana-caminhoneiro

A cidade do “maior São João do mundo” parou para assistir a quinta etapa classificatória da disputa do slalom com caminhão

Escolhida pela quinta vez para fazer parte do calendário da maior disputa itinerante das estradas brasileiras, Campina Grande,PB, foi palco da penúltima etapa da 23ª Gincana do Caminhoneiro, evento promovido pela revista Caminhoneiro, com patrocínio da MAN Latin America (fabricante dos caminhões e ônibus Volkswagen) e apoio da Cummins Brasil, através da unidade de negócios Fleetguard.

De 23 a 25 de setembro, caminhoneiros de todo o Brasil estiveram no Posto Milênio, no km 155 da BR-230, com um único objetivo: buscar a classificação para a grande final do evento, que contemplará o campeão com um caminhão VW Constellation 24.250 zero km. Neste período, 500 caminhoneiros “driblaram” os cones na prova de slalom (que consiste em percorrer, no menor tempo possível, um percurso pré-determinado, ziguezagueando entre os cones e sem derrubar nenhum deles) para atingir o tempo pré-classificatório de 22 segundos e 500 milésimos, imposto pela organização. Meta atingida, o pré-classificado tinha que encarar uma segunda fase, com um traçado de pista com maior dificuldade.

A competição atraiu muitos caminhoneiros campinenses ao Posto Milênio. Um deles, inclusive, merece destaque. Trata-se de Jonath Lucena Rodrigues, que, acompanhado da esposa Ilze e da filhinha Maria Clara, era pura emoção após fazer a volta na pista. E não é para menos! Jonath fez o melhor tempo na etapa, aliás, fez uma segunda volta belíssima, mais rápida do que a pré-classificatória, merecendo aplausos de todos os presentes.

Ainda emocionado, Jonath confidenciou que estava com o choro engasgado desde 2007, quando a Gincana do Caminhoneiro passou por Campina Grande. Na época, Jonath participou de uma atividade paralela ao evento, Torneio Cummins de Economia de Combustível, ficando em primeiro lugar. Mas, o campinense, naquela época, não teve coragem de fazer a prova do slalom. “Embora eu estivesse com vontade, fiquei com medo, achei que era coisa para mais experiente”, conta ele que ficou sabendo do evento, mas já tinha uma viagem programada para o Rio. “Fiz de tudo para chegar a tempo de correr atrás do meu sonho”.

Cortando estradas
Houve quem veio de longe para tentar a sorte, como Raimundo Nonato da Silva Ribeiro, que veio de Ananindeua,PA, a 1.800 km dali. “Além da oportunidade de mudar de vida caso eu ganhe o caminhão, a Gincana está me dando a chance de fazer amigos”, conta o paraense que não conseguiu classificar-se. Também de longe vieram Egídio da Costa Gomes e Manuel Veríssimo Batista, genro e sogro, que andaram 1.600 km, de São Luis, MA a Campina Grande, PB, para garantir uma vaga. Aliás, garantiram duas! Eles fizeram o segundo e o terceiro melhores tempos da etapa, de acordo com a dupla de cronometristas que acompanhou a performance dos caminhoneiros e, com o auxílio de uma foto-célula, registrou a performance dos competidores.

E tem mais curiosidade em torno dos maranhenses classificados: Manuel tem um irmão, Joaquim, quem, inclusive lhe apresentou ao evento, que também está classificado para a final. Questionado de como será enfrentar o irmão e o genro na final, Manuel respondeu: “que vença o melhor. Mas, quem ganhar, vai dar orgulho para os outros”.

Vale explicar que a Gincana é dividida em seis etapas, realizadas ao longo do ano. Em cada uma delas, são indicados três finalistas. Os classificados em Campina Grande se juntam aos demais classifi cados nas etapas anteriores realizadas nas cidades de Ananindeua, PA, Rio Grande, RS, Maringá, PR e Luís Eduardo Magalhães, BA, na grande final, que acontecerá dia 20 de novembro, no Posto Parada Bonita, em Uberlândia, MG, quando o campeão levará para casa o caminhão Volkswagen Constellation 24.250 zero km. O segundo e terceiro colocados ganharão um notebook.

E para aqueles que ainda não conseguiram participar, vale dizer que ainda resta uma etapa, que acontecerá em Uberlândia, de 17 a 19 de novembro, no Posto Parada Bonita, na BR-365, km 40.

Além de participar da prova de slalom, vedete do evento, o caminhoneiro terá a chance de participar de palestras oferecidas pela MAN Latin America, que contratou o engenheiro João Roberto Valdívia, expert em transporte rodoviário de carga, para falar de assuntos relacionados a custos e produtividade no dia a dia do transportador. Outro assunto de extrema relevância abordado durante a Gincana é o Proconve P7 (equivalente ao Euro V), abordado pela Fleetguard e pela Cummins Emission Solution. A ideia da palestra é familiarizar o caminhoneiro sobre o tema, alertando-o para a nova legislação de emissão de poluentes, que entrará em vigor em janeiro do próximo ano. Programe-se!

Leave a reply

Mais notícias