Restrição de caminhão em SP: rodízio é liberado para VUCs

0
260
restrição de caminhão em SP

Após mais de duas décadas de proibição, foi revogada, recentemente, a lei a respeito da restrição de caminhão em SP. O decreto, já anunciado pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo (SETCESP), foi publicado pelo prefeito Bruno Covas no Diário Oficial no dia 21 de dezembro de 2018.

A medida prevê que os populares VUCs (veículos urbanos de carga) possam transitar livremente pelo Centro Expandido da capital paulista. Ou seja, eles entraram na lista de exceções para o rodízio municipal, que limita a circulação durante um dia da semana em determinadas regiões, de acordo com o final da placa de cada veículo.

Quais áreas abrangem o rodízio?

A partir de agora, os motoristas de VUCs poderão trafegar dentro das vias que formam o Minianel Viário de São Paulo. Essa área compreende: as marginais Tietê e Pinheiros, Av. Afonso D’Escragnole Taunay, Av. dos Bandeirantes, Av. Tancredo Neves, Complexo Viário Maria Maluf, Viaduto Grande São Paulo, Rua das Juntas Provisórias, Av. Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo e Av. Salim Farah Maluf.

Por que é importante trafegar por essas regiões todos os dias?

Essa região concentra uma grande parte dos serviços, lazer, cultura e serviços da cidade de São Paulo. Por essa razão, essas ruas e avenidas possuem grande tráfego de carros e pequenos caminhões durante todos os dias da semana.

Para evitar congestionamentos excessivos, o governo determinou, em 1997, que durante um dia da semana, os veículos com determinada placa não poderiam trafegar dentro do Centro Expandido, criando uma restrição de veículos em SP, que poderia  gerar multa, em caso de desrespeito à norma.

Desde então, motoristas de VUCs e outros veículos de transportes de cargas sofrem, já que durante um dia da semana eles não podem trabalhar devido à determinação.

Medida pode ajudar muitos motoristas

A permissão para a circulação dos caminhões VUCs na capital paulista deve ajudar milhares de pessoas relacionadas ao setor. Além disso, a logística deve ser facilitada e o trânsito deve diminuir, já que um  veículo de carga pode carregar muito mais mercadoria do que um carro comum.

“Isso é bom porque o VUC é capaz de ter mais produtividade do que um veículo menor”, lembra o presidente do SETCESP, Tayguara Helou. Ele ainda explica como apenas um VUC tira cerca de quatro caminhonetes das ruas.

É necessário obter algum documento para trafegar com o VUC no Centro Expandido de São Paulo?

A prefeitura determina que, o cadastro dos VUCs para a identificação dos veículos isentos ao rodízio deve ocorrer de forma gradativa. Isso significa que, por meio de inscrições do site governamental, o motorista poderá comprovar que trabalha com o transporte de carga e obter o “benefício”.

“O DSV será responsável pelo estudo e comprovação da prestação dos serviços ou condição de excepcionalidade, após esta análise, os veículos serão considerados cadastrados. O prazo de validade do registro será de máximo 2 anos após a análise dos dados e documentos informados”, explica, por meio de nota, o SETCESP.

Liberdade para veículo VUC: Um pedido antigo que se tornou realidade

A liberação dos VUCs em São Paulo é um pedido antigo de sindicatos e motoristas que vivem do setor. Agora será possível otimizar, não só em tempo, mas também financeiramente a logística de cada caminhoneiro. Afinal, agora esses motoristas poderão trabalhar todos os dias da semana.

“Há muitos anos o setor de transporte sofre com injustas restrições à circulação dos veículos de cargas na cidade de São Paulo, restrições estas que nunca colaboraram com a segurança do trânsito ou a redução dos congestionamentos, pois quanto menor o veículo, mais são necessários para escoar uma determinada produção. Isso não quer dizer que apoiamos uma carreta no centro da cidade em horário comercial, o que nós apoiamos é o que a atual gestão da Prefeitura de São Paulo fez incentivando o uso de um veículo apropriado para a distribuição urbana, ou seja, o VUC”, lembra Helou.

E você, gostou do fim da restrição de caminhão em SP? Comente em nossas redes sociais e sugira novos assuntos que você quer ver aqui no site da Revista Caminhoneiro. Até a próxima!

Leave a reply