Greve: Insatisfeitos caminhoneiros param

0
304

Os caminhoneiros de todo o Brasil iniciaram a greve Nacional dos Caminhoneiros contra os impostos no óleo diesel. A paralisação teve início às 6 horas da manhã de segunda-feira (21). A decisão foi tomada após esperar por uma resposta do Governo Federal, que até o momento, não tomou qualquer iniciativa em relação aos pleitos feitos pela categoria. São eles:

– a redução da carga tributária incidente sobre operações com óleo diesel a 0 (zero), sendo elas as alíquotas da contribuição para PIS/PASEP – e Confins – incidentes sobre a receita bruta de venda no mercado interno de óleo diesel a ser utilizado pelo transportador autônomo de cargas.
– e torne isentas da contribuição de intervenção no domínio econômico — cide, incidente sobre a receita bruta de venda no mercado interno de óleo diesel a ser utilizado pelo transportador autônomo de cargas.

Segundo os sindicatos e entidades da categoria, “o aumento constante do preço nas refinarias e dos impostos que recaem sobre o óleo diesel tornou a situação insustentável para o transportador autônomo, iniciando a greve. Além da correção quase diária dos preços dos combustíveis, que dificulta a previsão dos custos por parte do transportador, os tributos PIS/Cofins, majorados em meados de 2017, com o argumento de serem necessários para compensar as dificuldades fiscais do governo, são o grande empecilho para manter o valor do frete em níveis satisfatórios.

Greve dos caminhoneiros

Outras entidades que não fazem parte da categoria de transporte rodoviário de cargas também estão aderindo à paralisação, são elas: União Geral dos Transportadores Escolares (UGTESP), Cooperativa de Turismo do Distrito Federal (COOPETUR), Sindfrete, Unitrans Brasil, Sindicato de Escolares de Pernambuco e Sindicato de Taxistas de São Paulo e Nordeste.

 

Manifestações

Elas começaram em muitas regiões. Veja alguns:

Nove Estados do País estão com manifestações, marcando a greve dos caminhoneiros (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo). Confira a lista de pontos que a assessoria de comunicação da via Dutra divulgou:

Cidade – Jacareí
Km 162 sentido RJ
Manifestantes ocupam via local paralela à rodovia;
Não há interrupção de faixas de tráfego na Dutra;

Cidade – Jacareí
Km 159 sentido RJ
Manifestantes ocupam um posto de serviço;
Não há interrupção de faixas de tráfego na Dutra;
Reflexo – 5 km de lentidão

Cidade – São José dos Campos
Km 145 sentido RJ
Manifestantes em frente à REVAP
Não há interrupção de faixas de tráfego na Dutra;

Cidade – Pindamonhangaba
Km 101,6 sentido RJ
Manifestantes ocupam duas faixas (central e direita) de tráfego.
Faixa da esquerda liberada somente para veículos de passeio e ônibus.
Reflexo – 6,5 km de lentidão

Cidade – Pindamonhangaba
Km 101,6 sentido SP
Manifestantes ocupam a faixa da direita e o acostamento.
Faixa da esquerda liberada somente para veículos de passeio e ônibus.
Reflexo 2 km de lentidão

Cidade – Lorena
Km 51,8 sentido SP
Manifestantes ocupam a faixa da direita e o acostamento.
Faixa da esquerda liberada somente para veículos de passeio e ônibus.
Reflexo 1 km de lentidão;

Cidade – Barra Mansa
Km 274 sentido RJ
Manifestantes ocupam o acostamento.
Faixas da direita e esquerda liberada somente para veículos de passeio e ônibus.
Tráfego livre no local

 

Leave a reply