Empresas americanas que contratam brasileiros para trabalhar nos EUA

0
935
empresas_estados_unidos

O sonho de muitos motoristas é encontrar empresas americanas que contratam brasileiros para trabalhar nos EUA. Afinal, muitos sonham em ter uma qualidade de vida melhor e receber em dólar, moeda mais valorizada e que possui um maior valor de compra do que o real.

A boa notícia é que, devido a alguns problemas nos Estados Unidos, essa realidade pode estar mais próxima do que parece. Entenda um pouco do que está acontecendo na terra do Tio Sam e saiba quais podem ser as chances para os condutores brasileiros.

Falta de caminhoneiro nos EUA

A economia norte-americana enfrentou uma crise em 2008 que afetou diversos setores e, entre eles, o transporte. Essa situação forçou muitas marcas a reduzirem suas distribuições, o que forçou, consequentemente, demissões em massa de caminhoneiros.

Porém, nos últimos anos, o país se recuperou e a economia voltou a caminhar bem. E um efeito desse fenômeno foi a mudança nos números de desempregados, que diminuíram de 10% em 2010 para apenas 3,8% em 2018.

Escassez de caminhoneiros nos Estados Unidos

O desemprego em baixa nos Estados Unidos gerou graves consequências para a profissão de caminhoneiro, que é desgastante e obriga o motorista a ficar longe da família por dias e até meses.

Por essa razão, poucos estão se interessando pela profissão nos últimos anos. E entre os que se interessam, um número muito baixo possui capacidade para a função.

Como resultado de tudo isso, segundo a American Trucking Associations (ATA), estão faltando cerca de 51 mil caminhoneiros nos EUA. E esse número pode triplicar até 2026, caso o problema não seja revertido.

Falta de qualidade dos motoristas americanos

Um fator que pesa — e muito — na falta de motoristas de caminhões nos Estados Unidos é a falta de qualificação. Segundo a ATA, 88% das empresas até recebem o número de candidatos para suprir todas as vagas, mas a maioria não possui o mínimo necessário para ser contratada.

“A mão de obra até existe, mas as seguradoras exigem que contratemos motoristas com no mínimo dois anos de habilitação, sem nenhuma multa em seu nome. Isso já elimina a grande maioria”, lembra o empresário brasileiro Inácio Freitas, que possui uma empresa de transporte nos Estados Unidos.

Aumento dos preços nos Estados Unidos e oportunidade de fugir da desvalorização e virar motorista internacional

Como consequência da falta de caminhoneiros no país, diversas empresas estão aumentando os salários desses profissionais e, como decorrência, subindo também o preço de seus produtos.

E muitas dessas marcas são extremamente conhecidas no mercado. “Como outras empresas de bens de consumo, enfrentamos um contratempo significativo com o frete na América do Norte neste ano”, afirmou a vice-presidente de finanças da Coca-Cola, Kathy Waller.

E esse quadro deve piorar ainda mais, já que a idade média dos motoristas de caminhões nos Estados Unidos é 49 anos, ou seja, 7 anos a mais do que a média dos trabalhadores dentro do país.

A dificuldade vira oportunidade

Essa situação beneficia os caminhoneiros qualificados, já que esses podem até mesmo escolherem o local de trabalho. “Conforme a demanda aumenta, as empresas tentam conquistar os motoristas de outras transportadoras oferecendo bônus, pagamentos, caminhões e rotas melhores”, comenta o economista da ATA, Bob Costello.

Todo esse quadro parece bem distante da realidade brasileira, não é mesmo? Aqui, muitos caminhoneiros se queixam dos baixos valores de frete, do desinteresse pela profissão e também dos riscos nas estradas do país.

Por isso, muitos imigrantes, de diversos países, estão procurando por vistos temporários de trabalho nos Estados Unidos. E caso haja a oportunidade e a capacitação, essa é uma ótima opção também para os brasileiros que desejam uma nova aventura e uma melhor remuneração.

Mas devemos sempre lembrar que não é só ter o dinheiro e comprar a passagem rumo ao país do norte. Pesquise, entenda como funciona e saiba quais empresas americanas que contratam brasileiros para trabalhar nos EUA. Assim, será possível se adaptar com mais facilidade e ter a garantia de um emprego vantajoso, não só para o caminhoneiro, mas também para a sua família.

Leave a reply