Conquistando clientes

0
1439

A Nova Geração de Caminhões da Scania vem encantando as empresas e os caminhoneiros.

Tora Transportes, de Contagem, MG, que atua nos segmentos siderúrgico, petroquímico, automotivo, mineração, cargas a granel e contêineres, comprou recentemente 180 caminhões da Nova Geração da Scania, além de uma gama de serviços e conectividade para aumentar a rentabilidade e a disponibilidade da sua frota. “Desde os produtos até os serviços com pacotes completos foram fatores decisivos para a aquisição”, diz Pedro Estrugiaki, diretor de Operações da Tora Transportes.

As entregas dos veículos à Tora Transportes começaram em fevereiro e serão concluídas até outubro. Segundo Gustavo Andrade, gerente de Portfólio de Serviços da Scania no Brasil, “a Tora contratou as principais opções oferecidas, a conectividade por meio do Desempenho, o pacote mais completo, o Programa de Manutenção com Planos  Flexíveis, o recém-lançado PMS Fleet Care (com gestor de frota dedicado para a empresa), os Serviços Dedicados – estrutura da casa Scania Itaipu dentro das instalações do cliente – e Driver Services (treinamento). 

Gustavo Andrade lembra que hoje não basta ter um excelente caminhão. O cliente quer se dedicar ao seu negócio. Então, os serviços são fundamentais para fazer com que o caminhão fique o maior tempo disponível. 

Dessa mesma maneira pensa Pedro Estrugiaki: “Estamos satisfeitos com os serviços da Scania. Com a chegada da Nova Geração de caminhões, a marca nos convida para ir além, fazer um outro tipo de gestão do transporte. Os serviços também evoluíram. Por isso, resolvemos adquiri a solução mais completa, pois comprovamos a real eficiência e o aumento da disponibilidade da frota.”  

Com cinco meses de operação, a empresa logística já computou alguns índices, como redução de 10% e expectativa de atingir outros 3% de redução de custos com a solução completa de serviços. A Tora Transporte tem frota própria de 400 caminhões, 85% dos quais Scania. Mas também contrata em torno de 880 agregados, além de caminhoneiros autônomos, universo que computa mais de 2 mil placas diferente na operação. A empresa para executar a sua logística de transporte integra modais rodoviário e ferroviário.

A transportadora de Contagem adquiriu modelos R 450 6×2 e R 500 6×4, e em contratos de manutenção e serviços de conectividade. Do lote, 100 unidades já foram entregues e os demais devem ser concluídos até outubro. A negociação envolveu a casa Scania Itaipu.

“Dos testes iniciais que fizemos, com cinco caminhões e sem auxílio específico, conseguimos 5% de economia”, 

conta Pedro Estrugiaki. “Agora, com o contrato de gestão compartilhada com a Scania, com acompanhamento em tempo real, estimamos uma redução nos custos operacionais de 10%, 13% em combustível.”

“Sempre estamos prontos para atender da melhor forma os clientes”, diz Silvio Munhoz, diretor Comercial da Scania no Brasil enfatizando que a Tora, um dos nossos principais clientes, tem uma gestão moderna e eficiente. Um exemplo a ser seguido”. 

Sustentabilidade

No DNA da Scania existe a sustentabilidade, ou seja, realizar um transporte eficiente, lucrativo sem danificar o meio ambiente. Essa filosofia também combina com a Tora Transportes, disse Edson Eustáquio Fernandes, vice-Presidente Executivo da Tora. “Nossa empresa assume o compromisso com a melhoria contínua dos seus processos, reduzindo a utilização de recursos naturais e preservando o meio ambiente. Sendo assim, valorizamos a Scania que está liderando o caminho com tecnologias favoráveis para nós e o planeta. Para se ter uma ideia, a Tora para garantir a aplicação de sua política de meio ambiente desenvolve diversos projetos na área. Entre as ações desenvolvidas têm descarte correto de óleos lubrificantes; destinação correta para pneus e produtos nocivos ao meio ambiente; participação no Programa Despoluir, com aferição de 100% da sua frota própria; parceria com empresas especializadas para atendimento emergencial, obedecendo as normas de segurança e meio ambiente; e investimento em tecnologias modernas, que reduzem emissão de poluentes.

MáquinaS dos Sonhos  

As opções de cabines dos novos Scania foram desenvolvidas pensando no conforto do motorista. Ela manteve a nomenclatura P, G e R, mas nenhuma peça da cabine da atual gama foi reaproveitada. O posicionamento do caminhoneiro foi realocado para que ele tenha uma melhor visibilidade externa e o painel foi rebaixado. Com isso, a ergonomia está ainda mais adequada e ocorre aumento da segurança na condução.

Da linha atual, a Scania passou de 7 opções para 19 tipos de combinações variantes das novas cabines P, G, R, além da estreante S. Junta-se à novas cabines o pacote XT, formado por componentes específicos para pisos irregulares e indicados para operações fora de estrada. As alternativas de tetos podem ser baixo, normal e alto (Highline). A cabine S é uma das principais n  ovidades, pois traz o piso plano como maior vantagem, e que melhora o deslocamento interno do motorista, propiciando mais conforto.

Na Nova Geração, os motores foram desenvolvidos com tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e com múltiplos pontos para diminuir o consumo e as emissões; e receberam novos sistemas de gerenciamento inteligentes. Essas atualizações tornam a Nova Geração as maiores máquinas de economia de combustível da história da Scania. Subiu mais degraus na busca da perfeição motriz, do estado da arte. 

A Scania introduziu o lay shaft brake, um sistema de freio de eixos como padrão nas caixas Opticruise. Trata-se de uma solução simples que faz uma grande diferença quando relacionada a condução e desempenho. Graças ao freio do eixo, a caixa de câmbio GRS905, realiza a troca em 0,4 segundos, o que significa que o tempo de mudança de marcha foi reduzido pela metade. Utilizar o lay shaft brake não só reduz o tempo de mudança de marcha, mas também contribui para que a pressão do turbo seja mantida. Portanto, o veículo irá aumentar a velocidade para a próxima marcha com maior torque, mantendo a suavidade das trocas. Este recurso melhora a dirigibilidade em condições difíceis e levar ao aumento de desempenho em todos os tipos de condução rodoviária, incluindo a partida. Com a evolução do motor, a Nova Geração passou a ser mais silenciosa. Esse resultado é possível devido à combustão mais eficiente, capaz de aumentar a potência e o torque, sem exceder as emissões e o gasto de diesel. σ

Leave a reply