Como é a movimentação de cargas no final do ano e como evitar os riscos da época

0
1147

O fim de ano é um período atípico para todos e não poderia ser diferente para o transporte brasileiro. Quem frequenta as estradas frequentemente sabe como a movimentação de cargas e a quantidade de veículos costumam aumentar muito nessa época.

Para solucionar essa grande demanda, muitas transportadoras aumentam o número de fretes e também o de caminhões temporários em sua frota. Além disso, essas empresas traçam estratégias de logística precisas para cumprir com todas as suas entregas.

Essas atitudes geram reflexos nos caminhoneiros, que precisam enfrentar muitas adversidades e desafios nas épocas de fim de ano. Pensando nisso, decidimos sugerir algumas medidas que muitas vezes passam despercebidas, mas que podem ser importantes para evitar o estresse.

1. Manutenção do caminhão que realiza cargas e fretes

Para realizar cargas e fretes é importante que o caminhoneiro sempre mantenha a manutenção de seu veículo em dia. Apesar disso, essa preocupação deve ficar ainda maior nas épocas de fim de ano.

Com mais entregas e um prazo mais apertado, pode ser um verdadeiro risco trafegar com algum problema em estradas, com uma quantidade ainda maior de veículos, inclusive. Por isso, mesmo se o caminhão não apresentar nenhuma falha, vale a pena realizar uma verificação preventiva.

2. Atenção total aos veículos na estrada

Além de realizar a manutenção preventiva, é muito importante ter total atenção aos outros veículos na estrada. Isso porque nessa época do ano a combinação álcool e direção se torna muito comum, o que é um verdadeiro perigo nas rodovias país afora.

Por isso, nos últimos dias do ano, vale a pena prestar ainda mais atenção nas estradas brasileiras, que muitas vezes possuem uma infraestrutura insatisfatória. Um motorista alcoolizado pode colocar em perigo não só a própria vida, mas também a de outras pessoas e até a de trabalhadores, como os caminhoneiros.

Além de tomar cuidado na estrada, é importante também conscientizar outros motoristas e avisar sobre o perigo de dirigir sob o efeito de substâncias como o álcool. Prova de tudo isso é que desde que a Lei Seca foi aprovada, as mortes no trânsito diminuíram cerca de 14%.

3. Evitar longos períodos na estrada

No final do ano a movimentação de cargas realmente se intensifica bastante, o que significa em muitos casos mais entregas para os caminhoneiros. Por isso, muitos costumam aumentar sua jornada de trabalho e ficar ainda mais horas por dia nas estradas.

Porém, com o trânsito maior e muitas vezes mais perigoso, o caminhoneiro distraído e cansado pode se envolver em algum acidente. Dessa forma é sempre importante enfatizar: descanse, tenha refeições completas e dirija com cautela e segurança.

Mas não adianta realizar essas paradas em locais inadequados. Antes de realizar um frete é recomendado que já escolha onde passará a noite e fará esses descansos necessários e obrigatórios por lei. Para isso vale a pena pesquisar em sites especializados ou perguntar a outros caminhoneiros.

Possibilidade de emprego

Com o aquecimento da economia no fim de ano e o aumento da movimentação e transporte de cargas, muitos empregadores oferecem vagas tanto para contratos temporários como para motoristas autônomos.

Esse é um ótimo momento para os caminhoneiros que desejam uma oportunidade ou para os que pretendem ganhar uma renda extra nessa época. Além disso, em alguns casos existe a possibilidade de efetivação ou de receber mais fretes daquela empresa no próximo ano.

Como anda a sua movimentação de cargas nesse fim de 2018? Comente e nos conte quais são suas perspectivas para o próximo ano.

Leave a reply

Mais notícias