Brasil no mapa mundial das estradas mais perigosas para transporte de carga

0
246

Relatório internacional coloca Brasil no mapa mundial das estradas mais perigosas para transporte de carga

O crescente aumento no índice de roubos colocou as estradas brasileiras no mapa mundial das áreas de risco para transporte de carga. De acordo com o levantamento feito pelo JCC Cargo Watchlist, os trechos das rodovias BR-116 (Curitiba – São Paulo e Rio de Janeiro – São Paulo); SP-330 (Uberaba – Porto de Santos) e BR-050 (Brasília – Santos) são consideradas áreas com risco muito alto para a ocorrência de roubo de cargas. O JCC Cargo Watchlist é um relatório mensal elaborado pela Joint Cargo Commitee, um comitê misto formado por representantes da área de avaliação de risco do mercado segurador de Londres (Inglaterra). Esse relatório monitora o risco para cargas transportadas, seja por via aérea, marítima ou terrestre em várias partes do mundo. Numa lista com classificações indicativas por cor, os países são avaliados em sete graus diferentes de risco, que vão numa escala de baixo a extremo risco. A lista considera riscos como guerras, greves, pirataria e roubo de carga.

Apesar de não sofrer com os fatores de risco ligados a guerras; as estradas brasileiras receberam pontuação 3,4, que as classifica com risco muito alto para ocorrências de roubo de carga. A classificação ficou semelhante à recebida pelo México, que ficou com pontuação 3,6 e a mesma classificação. Brasil e México são os únicos dois países onde o risco para a carga é o roubo rodoviário, conseguindo ficar atrás até de países em guerra como a Ucrânia. Dos 58 países presentes no ranking, o Brasil é 12.º mais perigoso. Outros países considerados mais perigosos para a carga são países em estado de guerra, como a Síria, que é hoje o primeiro do ranking.
mapa

12.º é a posição do Brasil no mapa mundial das estradas mais perigosas para o transporte de carga

Leave a reply