Belas e formosas

0
1174

Para que as flores e as plantas cheguem intactas é preciso um transporte eficiente. A Hamil Flores Transportes tem entre seus pontos estratégicos a utilização dos caminhões Mercedes-Benz.

hoje, o mercado nacional de flores e plantas ornamentais vem crescendo ano a ano. Estes dados estimulam os produtores brasileiros a aumentarem, cada vez mais, a sua produção com o intuito de atender o mercado interno e externo, assim exigindo da logística de transporte uma rápida e eficiente prestação de serviços.

Uma das empresas que realiza há 10 anos o transporte de flores é a Hamil Flores Transportes. Ela possui uma frota própria de cerca de 65 caminhões, sendo 80% da marca Mercedes-Benz e quando precisa a empresa recorre a terceirizados. A Hamil Flores é responsável pelo transporte das plantas e a Manacá Flores dedica-se a compra dos produtos. As duas empresas operam dentro da Veiling Holambra, uma cooperativa localizada em Holambra, interior de São Paulo. Atualmente, é um dos maiores centro de comercialização de flores e de plantas ornamentais do Brasil. 

As flores e as plantas ornamentais vêm das regiões mais próximas de Holambra, são os produtores cooperados, que entregam na cooperativa para serem negociadas e posteriormente distribuídas. Nesse local encontram-se uma variedade imensa de plantas, como orquídeas, samambaias, azaleias, begônia, entre outras. A Hamil Flores Transportes tem a missão de levar plantas envasadas em seus caminhões para todo o Brasil. Ela está incumbida de abastecer uma famosa rede de hipermercado e uma grande rede de lojas para construção, acabamentos, decoração e jardinagem. Para tal, a Hamil Flores movimenta 60 a 70 caminhões por dia.

Segundo Antônio Benedito de Araújo, gerente de Logística, a nossa frota hoje é constituída por 65 caminhões, mas está sendo ampliada de acordo com as necessidades da empresa. “Gostamos dos caminhões da Mercedes-Benz devido ao seu excelente custo/benefício que é muito importante para nós. Eles dão ótimas médias, são econômicos e confortáveis”.

Como a Hamil leva plantas em vasos os caminhões não precisam ser frigorificados. “Mas tem que ter um bom isolamento para que o calor não passe para dentro da carroceria. Uma coisa que realizamos religiosamente é a manutenção dos veículos. As flores precisam sair e chegar ao seu destino perfeitas e em curto prazo de tempo. O caminhão não pode quebrar durante o caminho, evitando prejuízos”, explica Antônio Araújo.  

A Hamil Flores Transportes possui junto a Mercedes-Benz contrato de manutenção, mas mantém também uma oficina para cuidar dos veículos. “Temos todos os tipos de Mercedes-Benz na nossa frota, como Sprinter (carrega 10 carrinhos de flores), Accelo (leva 20 carrinhos de flores), Atego (carrega 30 carrinhos), depois temos o 2425, 2426, 2428, 2430, (carregam 36 a 38 carrinhos), temos  reboques/julietas 1725,1726 e mais recentemente pegamos um Axor 1933  para fazer uma experiência também no transporte de flores. Os caminhões com maiores capacidades atendem geralmente a região do Nordeste”, explica Antônio Araújo. 

Nessa empresa a perda de flores é quase zero. “Isto porque na parte da manhã as flores chegam na cooperativa. Depois vão para leilão. Na parte da tarde, a partir das 18h os caminhões começam a ser carregados com os produtos que foram adquiridos. Todo o transporte é realizado durante à noite. No outro dia praticamente às 6h da manhã os vasos de flores chegam nas lojas, considerando uma distância aproximada de 500 a 600 quilômetros. O transporte de vasos de flores tem que ser muito rápido. Desde a recepção até a entrega no estabelecimento comercial. Tudo é bastante corrido”, explica Antônio Araújo. Os caminhões estão equipados com plataformas elevatórias, facilitando carregamento e descarregamento. 

Leilão (Klok)

Para comprar as flores que serão entregues antes da distribuição é realizado leilão. O principal sistema de comercialização do Veiling é o leilão. O relógio, também conhecido como Klok, é o coração do sistema comercial da Cooperativa Veiling Holambra. O Klok exibe todas as informações referentes ao produto no momento da venda, permitindo a comercialização de grandes quantidades de produtos em tempo recorde. Este modelo foi inspirado no modelo de leilão reverso originário na Holanda, onde já existe desde 1887 e foi implantado no Brasil a partir de 1989. Em abril de 1997 o Veiling passou por uma mudança tecnológica significativa quando instalou o sistema de relógio eletrônico de origem Belga. Atualmente são utilizados três Kloks – painéis projetados que realizam vendas simultâneas de produtos em corte, vaso e plantas ornamentais. Este sistema permite a venda de grandes lotes de produtos com grande rapidez, sendo a agilidade sua principal característica. Hoje acontecem mais de 14 mil transações por dia, num tempo médio de 1,15 segundos cada uma. 

Dentro do Veiling existe um auditório com mesas para cada comprador, que possuem um teclado pequeno (teclado de compra) com comandos que acionam a parada do leilão

Em frente, como uma espécie de palco, existe um corredor por onde desfilam flores e plantas, divididas em lotes numerados de acordo com sua qualidade, tipo e produtor, puxados através de um sistema de “trenzinho” (máquina empilhadeira), para a escolha do comprador, que também já pôde observá-los antes do leilão se iniciar.

O Veiling é um tipo de leilão efetuado através de um único lance, que tem o seu pregão de preços praticados ao contrário, através de um relógio digital, ou seja, o lote entra para leilão, o relógio marca o seu preço inicial, que varia de acordo com a procura, e em seguida esse relógio digital vai mostrando sempre um preço decrescente, até que algum comprador pare o leilão através do botão (no teclado de compra) em sua mesa e adquira aquele lote. O sistema interrompe as ofertas automaticamente, impedindo uma dupla compra.

O próximo lote do mesmo produto, de acordo com a procura (número de compradores que acionaram seus botões), terá o seu preço inicial alterado, a partir de um patamar mais elevado, reiniciando assim o processo de oferta de preços decrescentes.

Já que os preços vão caindo sempre mais, não seria mais “esperto” que os compradores deixassem o preço cair ao máximo ou zerar, para aí levar o lote de graça?  Vamos entender bem o sistema: 

• Existe um preço mínimo, que já foi determinado pelo Veiling e pelo produtor/vendedor, sendo assim, abaixo daquele valor o lote é retirado do pregão. A fim de manter e dar credibilidade ao sistema os lotes não poderão ser comercializados sob nenhuma hipótese e seu destino poderá ser a incineração, a transformação em adubo orgânico ou doação para eventos beneficentes, ressalvando-se que mesmo nesses eventos não poderão ser comercializados, servindo apenas para a ornamentação;

• Os compradores têm que atender as necessidades de seus consumidores, por isso tentam comprar, sempre pelo melhor preço o produto que sua clientela deseja, mas, por outro lado, como saber se aquele lote também não é do interesse do comprador ao lado ou se o preço mínimo já não está no próximo valor e ele perderá então a sua oportunidade de compra? Movido por essas e outras considerações é que ele acaba acionando o botão quando o produto atende suas especificações e o preço está justo.

• Como o sistema é muito ágil e rápido, pois são comercializados em média 1.500 lotes em apenas 3 horas e entre a apresentação do lote, seu pregão, compra ou retirada do mercado, não se passa mais de 3 segundos, nem dá tempo para muitas considerações ou “armações” entre os compradores e ou vendedores. É por isso que os compradores têm que ser previamente cadastrados e treinados. Normalmente são grandes atacadistas e/ou grandes floriculturas dos estados de SP, RJ e MG que compram grande quantidade de flores e plantas, a exemplo dos grandes atacadistas do Ceasa.

Em média, um lote é adquirido a cada 1, 5 segundo. As informações de venda são divulgadas e transmitidas aos setores, vinculados ao sistema, no mesmo instante em que o cliente efetua a compra. Em pouco tempo, os produtos são liberados e carregados nos caminhões estacionados nas docas e plataformas. 

O sistema de comercialização via Leilão Reverso é fundamentado na concentração diária de oferta e procura de flores e plantas ornamentais em um mesmo lugar. 

Além da eficácia, o sistema de leilão ainda permite compras simultâneas para diversas empresas por um mesmo operador logístico. Desta forma, empresas distantes podem participar dos leilões diários de forma presencial através de seus representantes legais. (Outra forma de participação à distância é a opção Lance klok).

Conhecimento

Segundo Felipe Torezan, gestor de frota da Hamil Flores Transportes, todo transportador necessita de um planejamento adequado para prevenir possíveis interrupções e imprevistos durante a operação. Por isso, é necessária a manutenção dos equipamentos e a realização de reparos de forma eficiente e rápida. “Precisamos de caminhões que operem com total eficiência. No caso do Nordeste o motorista demora no máximo três dias para entregar os produtos. “Nossos motoristas são treinados. No começo eles ficam quase um mês acompanhando outro motorista já veterano com intuito de conhecer um pouco sobre as flores, como fazer o seu carregamento, entregas etc. Só depois ele começa a trabalhar sozinho. Além das plantas que distribuímos para todo o Brasil também levamos mudas de cana de açúcar às usinas”, lembra Torezan. 

A revista Caminhoneiro acompanhou a operação do Atego 2426 que iria sair de São Paulo sentido Rio de Janeiro. Estacionado na doca da empresa, nele foram colocados 36 carrinhos de flores “É muito importante travar bem a carga. O Atego 2426 configuração P8 é um caminhão sincronizado com as nossas necessidades. Ele tem cama e é teto alto, proporcionando um grande conforto para o motorista. O seu motor tem excelente desempenho, durabilidade e possui capacidade de subida, tornando o Atego 2426 apto para trafegar nos mais diversos tipos de topografia e rodovias desse imenso País”, diz Felipe Torezan.

Outro ponto forte é o apoio que temos na manutenção. Os serviços no concessionário também são fundamentais, como a revenda dos Irmãos Davoli, em Mogi Mirim. “Nossos caminhões não podem ficar na estrada. Recebemos um atendimento diferenciado, para a realização das manutenções, o que possibilita a otimização da operação, convertendo em lucratividade. Nossos veículos não param. Imagine quando se festeja o Dia das Mães? É uma loucura e temos que recorrer aos terceirizados. 

Segundo Felipe Torezan a força do motor é uma característica dos caminhões Mercedes-Benz. O motor MB OM 926 LA chega em plena forma nessa nova geração, mantendo sua arquitetura de 6 cilindros em linha, com 7,2 litros, usando o sistema SCR em que há a necessidade do reagente químico Arla 32. Esse propulsor desenvolve potência 256cv a 2.200rpm e torque de 92mkgf de 1.200 a 1.600rpm. “Além do mais sabemos bem a rota que o Mercedes-Benz irá percorrer para saber exatamente o tempo que a mercadoria irá ficar no veículo, porque seu prazo de validade é curto e deve estar de acordo com sua tolerância”, explica Torezan. 

As flores são utilizadas em diversos momentos de nossas vidas, e em muitos destes momentos, não nos damos conta de todo o trabalho que há antes das flores chegarem as nossas mãos.⠀

Na logística de transporte, os cuidados começam com a escolha certa do caminhão de acordo com a sua aplicação, entre outros fatores. 

Leave a reply