Revista Caminhoneiro Quinta-roda e pino-rei
Quinta-feira, 28 Agosto 2014

manutencao / pecas e acessorios / quinta-roda e pino-rei


Quinta-roda e pino-rei

publicado em: 01/03/2012

Quinta-roda e pino-rei

A Jost produz soluções em acoplamentos como quinta-roda e pino-rei. A quinta-roda é um componente de extrema segurança que realiza o acoplamento entre o veículo-trator e o implemento rebocável. O motorista pode identificar problemas de folgas quando ao arrancar ou frear o caminhão, sentir o impacto do reboque na cabine, sinal que a quinta-roda está desregulada. Essa folga é regulada no kit de travamento da quinta-roda e se constitui num dos principais indicadores do início de problemas. Outro sinal de que algo não está bem pode ser percebido quando o motorista faz o acoplamento e desacoplamento do produto. Aconselha-se a limpeza correta do bloco da quinta-roda, aplicando graxa nova nas ranhuras de lubrificação, a cada 15 dias, conforme. Quando o acoplamento é muito frequente, em aplicações mais severas como o canavieiro ou fora-de-estrada, recomenda-se uma frequência maior na manutenção básica.

A quinta-roda possui um limite de desgaste, principalmente na garra de travamento, no disco de fricção e na barra, componentes que formam o kit de travamento do sistema. Estes são os itens, que num primeiro momento, geram desgaste e precisam ser substituídos, sem necessidade da troca total do bloco da quinta-roda. Eles têm medida-limite para desgaste e ao atingi-la devem ser substituídos.

O pino-rei também possui uma medida-limite, que ao ser atingida precisa ser trocado. Ao chegar ao nível máximo de desgaste, a quinta-roda não possibilita mais a regulagem da folga entre o pino-rei e o kit de travamento.

O pino-rei é uma peça única e fundamental para o sistema de acoplamento (quinta-roda e demais componentes) funcionar. Por ser feito em bloco maciço, quando há o desgaste, precisa ser substituído por inteiro. O principal sinal de desgaste no pino-rei é o impacto quando há freada ou arranque do caminhão. Isso ocorre devido à folga no sistema, fazendo com que o pino-rei e os componentes da quinta-roda se desgastem. Outro sinal de alerta em relação a problemas no pino-rei é no momento de fazer curvas com o veículo, fazendo com que haja um desgaste maior nas laterais. Um conselho aos motoristas é não girar o pino-rei para que a peça gaste mais uniformemente porque como ela tem um limite de desgaste, ao atingir essa medida, terá de ser substituída.


Siga o manual

Filtros e Turbocompressor

Freios e Lonas

Redação: Francisco Reis
Foto(s): Divulgação/Thiago Piffer


< anterior   Ver todas   próxima >


Ver os comentários
Autor do comentário: Djalma Monteiro
Comentado em: 14/06/2012
Comentário: as duvidas que eu tinha foram esclarecidas nesse comentario.obrigado!