Revista Caminhoneiro Mercedes-Benz
Segunda-feira, 01 Setembro 2014

manutencao / meu caminhao / mercedesbenz


Mercedes-Benz

publicado em: 01/10/2011

Com o novo Accelo 815 e com o Accelo 1016, a Mercedes-Benz lança sua linha de caminhões leves para 2012. Toda linha de caminhões Mercedes-Benz 2012 chegam ao mercado com motores Proconve P-7 mais econômicos e ecológicos e com a exclusiva e avançada tecnologia BlueTec 5.

Uma das grandes novidades da linha de caminhões leves 2012 é a maior capacidade de carga. Com 8.300 kg de PBT (Peso Bruto Total), o Accelo 815 oferece 1.600 kg a mais em relação ao 710, o modelo mais vendido do Brasil em sua categoria, marcando a entrada da Mercedes-Benz na faixa de 8 toneladas de PBT.

Já o Accelo 1016, com 9.600 kg de PBT, proporciona 600 kg a mais em relação ao atual Accelo 915 C, modelo que será sucedido pelos 1016. Em conjunto com a maior plataforma de carga do segmento, que permite a utilização de carroçarias até 6,5 metros de comprimento, isso resulta em muito mais produtividade para a distribuição urbana. O Accelo 1016 permite a instalação de um terceiro eixo, o que pode ser feito por empresas implementadoras, ampliando a sua capacidade de carga para 13.000 kg de PBT e possibilitando o uso de carroçarias até 8 metros de comprimento.

Tanto o Accelo 815, quanto o Accelo 1016, são equipados com o motor eletrônico OM 924 LA de 4 cilindros e 156 cv de potência, atendendo à legislação Proconve P-7. Os dois novos Accelo são equipados, de série, com câmbio de 5 marchas. Já o Accelo 1016 pode receber, opcionalmente, o inédito câmbio Mercedes-Benz G-56 de 6 marchas, que se destaca por um melhor desempenho e maior robustez, sendo obrigatório na aplicação de 13.000 kg de PBT.

A Mercedes-Benz passa a disponibilizar mais opções de entreeixos para os novos caminhões Accelo: tem 3.100 mm, 3.700 mm e 4.400 mm. Com isso, eles se adequam a diversas aplicações e comprimentos de carroçaria, como de 4,5 m, 5,5 m e 6,5 m (a maior do mercado).

Com a linha Actros 2012, a Mercedes-Benz lança no País o PowerShift 2, novo gerenciamento do câmbio automatizado G-330 de 12 marchas e sem pedal de embreagem. Além de tornar a seleção de marchas mais precisa e os engates mais rápidos, o novo câmbio vem equipado agora com sensor de inclinação da via, que auxilia o sistema a escolher a marcha mais adequada de condução do caminhão de acordo com o relevo da pista.

A partir da linha 2012, os caminhões Actros rodoviários serão equipados, de série, com mais um moderno item de conforto, o rádio CD com tecnologia Bluetooth. Dessa forma, o motorista pode utilizar o telefone celular com segurança e comodidade, contando para isso com os botões multifuncionais do volante do caminhão.

Visando atender aos clientes que operam em condições severas, como em vias não pavimentadas ou de má conservação, a Mercedes-Benz oferece, para o Actros 2646 6x4, a opção de suspensão metálica e freio a tambor.

O bem-estar a bordo é incrementado pelo sistema de ar-condicionado e pelo exclusivo ar-condicionado noturno da cabina MegaSpace, que funciona com o motor desligado, sendo ideal nas paradas para descanso ou em filas de espera.

Esta linha de caminhões atende à faixa de alta potência no segmento de pesados. Os cavalos-mecânicos Actros 2546 6x2 e 2646 6x4, indicados para transporte rodoviário de carga, são equipados com motor de 456 cv. Já a força do basculante Actros 4844 8x4 nas severas aplicações fora-de-estrada vem do motor de 435 cv.

O Actros basculante 4844 K 8x4 da Mercedes-Benz é indicado para as severas operações fora-de-estrada, como na mineração, construção pesada e grandes obras de infraestrutura.

Outra atração será a família Atego que possui a maior variedade de versões de cabines para atender o segmento de caminhões médios e semipesados. São quatro opções disponíveis (standard, estendida, leito teto baixo e leito teto alto), que se adequam às necessidades de cada tipo de cliente e aplicação.

A nova linha Atego é formada agora pelo caminhão médio 1419 e pelos semipesados 1719, 1726, 1729, 2426 e 2429. Conforme o modelo, são oferecidas três versões de entreeixos, o que se traduz em amplas opções de configuração para atender a todas as demandas dos transportadores.

Independentemente do tipo de cabina, os caminhões Atego permitem a utilização das maiores carroçarias do mercado, com comprimentos, por exemplo, de 8,70 metros a 9,20 metros, no caso do entreeixos mais comercializado de 4,8 m, nas versões 6x2, dependendo da cabina utilizada. Devido à sua robustez, força e características técnicas, os caminhões Atego estão aptos a receber todo tipo de carroçarias e implementos, como baú carga seca, isotérmico ou frigorificado, sider, entre outras aplicações. Isso inclui a possibilidade de instalação de um quarto eixo nos modelos 6x2, o que é feito por terceiros no mercado.

A família Atron, sucessora da atual Linha Tradicional de médios, semipesados e pesados é outra atração da Mercedes-Benz. O grande destaque é a manutenção da cabina semiavançada para alguns modelos, o que atende à preferência de expressiva parcela de clientes, agregando ainda mais arrojo e modernidade ao seu design externo e também mais conforto e praticidade ao seu aconchegante ambiente interno.

"Os caminhões ?bicudos? da nossa marca têm uma imagem muito forte no mercado brasileiro, desfrutando de grande preferência e confiança junto aos clientes. Isso se deve a atributos como qualidade, robustez, durabilidade e ótimo valor de revenda", afirma Joachim Maier, vice-Presidente de Vendas da Mercedes-Benz do Brasil. "Com o Atron, aprimoramos e atualizamos a Linha Tradicional, especialmente os nossos campeões de venda, como o L 1620 6x2, que se torna agora o Atron 2324 6x2".

De acordo com o executivo, a nova família Atron também se destaca pela avançada tecnologia BlueTec 5 e pelos motores mais potentes, econômicos e ecológicos, que atendem ao Proconve P-7.

Ao lado do semipesado Atron 2324 6x2, que substitui o L 1620, a nova linha inclui o caminhão médio Atron 1319 4x2 (sucessor do atual L 1318), o pesado Atron 2729 6x4 (em lugar do 2726) e também o pesado Atron 1635 4x2 cavalo-mecânico (substituto do LS 1634). O caminhão médio Atron 1319, o semipesado Atron 2324 e o pesado Atron 1635 são os únicos de seus segmentos a contar com cabina semiavançada. Já o Atron 2729 mantém a cabina avançada de seu antecessor 2726, com design alinhado aos novos caminhões Mercedes-Benz.

No caso do cavalo-mecânico Atron 1635, o parassol externo integrado à cabina e as destacadas entradas de ar laterais acentuam a imagem de robustez deste caminhão pesado.

Para maior comodidade do motorista, o Atron 1635 vem equipado, de série, com piloto automático, item disponível como opcional para o 1319 e o 2324. Assegurando maior praticidade na operação diária do caminhão, o motorista dispõe ainda de freio-motor, acionado por alavanca na coluna de direção no caso do Atron 1635 e por tecla no painel nos demais modelos da linha. No caso do cavalo-mecânico Atron 1635, a alavanca do freio da carreta está posicionada ergonomicamente no painel.

O painel de instrumentos do Atron, com computador de bordo e tecla de navegação, tem design clean e visão noturna facilitada pelo uso de luz em tonalidade âmbar. Outra vantagem muito importante é que o painel traz funções que auxiliam o condutor a operar o veículo de uma forma mais econômica.

O novo Atron 2729 6x4, com cabina avançada e nova grade na cor preta, é um forte, robusto e resistente caminhão para múltiplas aplicações em condições severas fora-de-estrada. As versões basculante e betoneira atendem à construção civil e mineração. Já a configuração plataforma é indicada para os setores canavieiro e madeireiro.

Este modelo fora-de-estrada da linha Atron vem equipado com novo câmbio Mercedes-Benz G-181 de 9 marchas, com sistema de engate de duplo H.

Com tomada de força no motor ou no câmbio, sistema externo de aceleração, suspensão assimétrica e escapamento vertical na versão betoneira, o Atron 2729 6x4 é um veículo que sai de fábrica apto para sua aplicação, preservando a originalidade dos componentes e exigindo menor tempo na montagem dos implementos.

Outros destaques são os caminhões pesados Axor. Uma das principais novidades da linha Axor 2012 é a introdução do câmbio PowerShift totalmente automatizado nos caminhões rodoviários equipados com motor OM 457 LA. O PowerShift é um câmbio mecânico com acionamento automatizado sem pedal de embreagem. Pode ser operado no modo automático ou manual, dependendo da preferência do condutor do caminhão. A manopla está localizada num console rebatível junto ao apoio de braço do banco do motorista.

O avançado câmbio PowerShift realiza os engates de forma rápida e suave, aumentando significativamente o conforto de operação para o motorista. Além disso, contribui para a otimização do consumo de combustível e tem potencial para minimizar as diferenças de condução entre os motoristas de uma frota, aproximando os menos experientes aos melhores, fazendo com que a média de consumo de combustível da frota melhore significativamente.

Importante novidade agregada ao câmbio PowerShift é a disponibilização do eixo traseiro sem redução nos cubos nos modelos Axor 4x2 equipados com o OM 457 LA. Esta inovação traz redução de peso e também colabora para um menor consumo de combustível.

Redação: Graziela Potenza, Francisco Reis
Foto(s): Divulgação


< anterior   Ver todas   próxima >


Ver os comentários
Autor do comentário: Paulo
Comentado em: 06/11/2011
Comentário: Muito bonito