Revista Caminhoneiro As vantagens do 4º eixo autodirecional
Quarta-feira, 22 Outubro 2014

manutencao / meu caminhao / as vantagens do 4 eixo autodirecional


As vantagens do 4º eixo autodirecional

publicado em: 01/11/2011

Uma tendência no mercado brasileiro que vem ganhando espaço devido aos resultados positivos para quem faz essa opção.

Muitos caminhoneiros e frotistas estão instalando em seus caminhões o 4º eixo autodirecional devido às suas vantagens na operação logística. O eixo auxiliar é destinado a aumentar a capacidade de carga do caminhão dentro do permitido pela legislação vigente. Com isso, ele aumenta o peso bruto total (PBT) do veículo em seis toneladas.

Uma das empresas que oferece o 4º eixo autodirecional e atende diretamente ao consumidor final, caminhoneiros e frotistas, com equipe de vendas própria e com uma rede de 36 pontos credenciados espalhados pelo Brasil, é a KLL.

Segundo Juarez Keiserman, diretor da KLL, a demanda tem sido crescente porque poder transportar mais com o mesmo caminhão, dentro da lei, é uma preocupação comum a caminhoneiros e frotistas. A frota nacional de caminhões tem um potencial muito grande. As estradas brasileiras necessitam de soluções como esta, onde a suspensão pneumática sabidamente diminui o desgaste das estradas. "É bom para o caminhoneiro, é bom para as estradas, é bom para o Brasil", diz Keiserman.

O 4º eixo KLL é produzido com uma tecnologia patenteada pela Hendrickson que garante a distribuição de carga correta em qualquer posição que o eixo esteja montado ao longo Tecnologia do veículo. "É o 4º eixo mais vendido no mundo. Ele é chamado de autodirecional porque não tem conexão com o sistema de direção original do caminhão", completa Keiserman.

A diferença básica entre o eixo direcional e o autodirecional está no sistema de esterçamento das rodas, que no caso do eixo autodirecional dispensa qualquer ligação com o sistema de direção original do caminhão.

Essa característica do eixo autodirecional apresenta importantes vantagens. Entre elas, permite a colocação do 4º eixo autodirecional em qualquer posição do veículo. Isto é muito importante porque possibilita um total aproveitamento das seis toneladas adicionais de carga. Esta flexibilidade de posicionamento do 4º eixo autodirecional possibilita que seja instalado na posição que sempre garante a correta distribuição da carga por eixo, aproveitando-se o máximo de carga que a legislação permite.

Já o eixo direcional, que se liga à barra da direção do caminhão, na maioria das vezes, tem que ficar posicionado junto ao eixo dianteiro do veículo. "Sua montagem em outra posição é tecnicamente muito mais complexa e esta posição dianteira muito frequentemente faz com que ele não consiga aproveitar totalmente o aumento da capacidade de carga permitido por lei", explica Juarez Keiserman.

Outra vantagem está no sistema de autoalinhamento que dispensa a necessidade de regulagens constantes. Isso garante o menor desgaste dos pneus. É importante destacar que o 4º eixo autodirecional roda nos mais diferentes tipos de estrada, seja no asfalto, na terra ou no barro.

E ainda tem avanços no quesito de segurança. Os eixos direcionais montados no Brasil mexem na caixa de direção original do veículo. Em caso de uma pane hidráulica, o motorista não tem força suficiente para girar o volante, esterçando as rodas do eixo original e também as rodas do 4º eixo direcional.

De acordo Juarez Keiserman, no caso do 4º eixo autodirecional isso não acontece. Como ele não altera o sistema de direção original do caminhão, em caso de uma pane do sistema hidráulico, o veículo se comporta como se não houvesse nenhum eixo adicional.

Como o 4º eixo autodirecional não altera o sistema de direção original do veículo, sua instalação não interfere na garantia original do veículo, o que ocorre praticamente com a grande maioria das instalações de eixo direcional executadas no País.

"O 4º eixo KLL é dotado de suspensão pneumática que propicia uma melhor distribuição de carga. Os demais sistemas de 4º eixo existentes hoje no mercado brasileiro utilizam molas de lâminas e a gente sabe que molas de lâminas quebram com frequência. Quando se faz o reparo, normalmente ocorre alteração na distribuição de carga", explica Keiserman.

A suspensão pneumática, além da melhor distribuição de carga, ela também aumenta o conforto do motorista. Os motoristas que usam caminhões com eixo direcional com molas convencionais frequentemente queixam-se de dores nas costas. O 4º eixo autodirecional melhora substancialmente essa condição.

Juarez Keiserman afirma que o 4º eixo autodirecional que a KLL fabrica no Brasil é o mais leve do mercado, pesando cerca de 300 kg a menos do que o dos concorrentes.
O 4º eixo autodirecional tem ainda um sistema que permite erguê-lo quando o caminhão está vazio ou com pouca carga. É um sistema de suspensor de eixo que garante uma grande distância do pneu em relação ao solo, de forma que o caminhão passe pelas famosas lombadas, ou quebra molas, sem causar desgaste nos pneus.

O 4º eixo autodirecional pode ser instalado em veículos 4x2, 6x2 ou 6x4, seja veículo rígido ou cavalo-mecânico. Todos aumentam o PBT em seis toneladas.

Desde seu teste e aprovação por uma das mais importantes montadoras de caminhões do Brasil, em 2003, mais de 2000 eixos autodirecionais estão rodando nas estradas brasileiras nas mais diversas aplicações como: caçambas, betoneiras, baús frigoríficos, tanques e carga geral. A suspensão pneumática reduz significativamente o número de avarias à carga transportada. Quem transporta cargas sensíveis também utiliza o 4º eixo autodirecional. Portanto, ele é recomendado para todo e qualquer tipo de carga.

"O eixo autodirecional, por ser o mais leve do mercado, permite transportar, dentro da lei, 5.200 kg de carga útil a mais. Vale para qualquer tipo de carga. Isto significa aumento de 30% a 40% de aumento de carga útil num caminhão 6x2. Em menos de seis meses de operação, o 4º eixo autodirecional se paga. É um ganho significativo", afirma o diretor da KLL.
A manutenção do 4º eixo autodirecional é muito econômica, sendo praticamente restrita à troca de lonas de freio. Como possui menos peças sujeitas ao desgaste do que o eixo direcional, seu custo de manutenção é significativamente menor.

A quase totalidade das peças sujeitas a desgaste, como lonas de freio, podem ser encontradas em qualquer loja do ramo e, de toda a forma, a ampla rede de distribuidores está sempre à disposiçãopara qualquer atendimento.

- Instalação simples

O caminhão que utiliza o 4º eixo da KLL conta com uma ampla rede credenciada para instalação e manutenção. As oficinas da rede credenciada são criteriosamente selecionadas e treinadas pela KLL. A rede credenciada tem apoio permanente da fábrica com objetivo de assegurar que toda nova instalação seja feita dentro de especificações técnicas rigorosas e com um posicionamento do eixo que garanta uma correta distribuição de carga.

A instalação do 4º eixo autodirecional pode exigir o reposicionamento de algum acessório do veículo como tanque de combustível, por exemplo. Em casos específicos, é necessária a alteração da distância entre eixos do veículo para permitir o uso de uma carroceria mais longa, de forma a aproveitar a maior capacidade de carga propiciada pelo 4º eixo. Isto demanda mais tempo de instalação.

O tempo de instalação do eixo no caminhão é de dois dias. O proprietário do veículo não perde a garantia de fábrica do caminhão. Como o 4º eixo autodirecional não altera o sistema de direção original do caminhão, não há perda da garantia original do fabricante.

Mas a documentação do veículo tem que ser alterada. A rede credenciada da KLL fornece os documentos exigidos por lei para o correto licenciamento do veículo do cliente. De acordo com a legislação em vigor, para o licenciamento é necessária a emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV). O 4º eixo autodirecional da KLL pesa 800 kg depois de instalado. É 300 kg mais leve que os eixos direcionais. A vida útil do 4º eixo KLL é a mesma do veículo, durando, portanto, toda a sua vida.

O seu preço pode variar em função do estado onde é comercializado, devido à incidência de impostos da região. Seu preço é bastante competitivo. "O 4º eixo autodirecional tem a melhor relação custo/benefício. Temos clientes que transportam com três caminhões (8x2) com 4º eixo autodirecional a carga que cinco caminhões (8x2) fazem. Veja só a economia de frota e de despesa operacional com IPVA, pneus e manutenção. É mais carga com o mesmo veículo. Tudo dentro do que a lei permite", finaliza Juarez Keiserman.


Redação: Graziela Potenza
Foto(s): Divulgação


< anterior   Ver todas   próxima >


Ver os comentários
Autor do comentário: Flávio Da Silva Lima
Comentado em: 26/06/2012
Comentário: Qual é op procedimento para o alinhamento do veículo com o segundo direcional, chamado bi-direcional.
Email vanessatomps@hotmail.com